terça-feira, 9 de setembro de 2014

AFINAL, O BATISMO DE JOÃO ERA DOS CÉUS OU DOS HOMENS?






Eis aí um questionamento feito pelo próprio Senhor, que já dura mais de 2ooo anos, e parece que ainda não houve quem o respondesse, ou pelo menos, sobrevive no imaginário dos cristãos uma resposta silenciosa, que todos a tem como “segura”, mas ninguém é capaz de revelar abertamente, simplesmente pelo fato de não existir convicção sobre o que pensam a respeito. Jamais vi alguém explicar esse tema ou incluí-lo numa pauta de estudos.

Creio que, as revelações que tenho sobre o tema em destaque irão surpreender.

Vamos ao Texto Sagrado:

E tornaram a Jerusalém, e, andando ele pelo templo, os principais dos sacerdotes, e os escribas, e os anciãos, se aproximaram dele.
E lhe disseram: Com que autoridade fazes tu estas coisas? ou quem te deu tal autoridade para fazer estas coisas?
Mas Jesus, respondendo, disse-lhes: Também eu vos perguntarei uma coisa, e respondei-me; e então vos direi com que autoridade faço estas coisas:
O batismo de João era do céu ou dos homens?
respondei-me.

E eles arrazoavam entre si, dizendo: Se dissermos: Do céu, ele nos dirá: Então por que o não crestes?
Se, porém, dissermos: Dos homens, tememos o povo. Porque todos sustentavam que João verdadeiramente era profeta.
E, respondendo, disseram a Jesus: Não sabemos. E Jesus lhes replicou: Também eu vos não direi com que autoridade faço estas coisas.

            É notório, que os príncipes dos Sacerdotes, Escribas e Anciãos procuravam experimentar a Jesus, na verdade sempre procurando ocasião para obterem algum deslize do Senhor e terem como acusa-lo de algum erro. A inveja dos religiosos não tinha limites, e intentavam já a morte do Senhor.

            A religiosidade dos invejosos era tão forte que nem mesmo perceberam que a resposta do Senhor que solucionava o questionamento que fizeram,  estava na própria pergunta de Jesus.

            Mas o Senhor bem os conhecia, e sabia quais eram as suas intensões e não poucas vezes os repreendeu de forma severa.
            Conhecendo a religiosidade e a superficialidade com que tratavam, as questões sagradas, respondeu sua pergunta com uma outra pergunta que não puderam responder.
            Adentrando mais ao tema, vale lembrar que João Batista, era uma parte inseparável da Missão do Senhor Jesus, que além de sua morte na cruz dependia do hmem na tarefa de divulgar a Palavra de Deus entre os seres humanos.

Isaías diz:

Porque este é o anunciado pelo profeta Isaías, que disse:Voz do que clama no deserto:Preparai o caminho do Senhor,Endireitai as suas veredas.

                Entendemos então que João Batista corresponde a parte humana da missão do Senhor, ou seja: João Batista representa todo pregador que sai a pregar a palavra de Deus e preparar o caminho do senhor no pecador que ao arrepender-se fica preparado para a ação de Jesus ou do Espírito santo, Temos então:
            João Batista ou todo o pregador: Prepara o pecador para receber
 a Palavra.
            Jesus Cristo complementa a obra.

            Aqui já podemos responder então a  pergunta do Senhor:

Ora se João exercia a parte terrena da Missão do Senhor então, podemos concluir que seu Batismo era dos homens, ou da terra, a parte terrena da missão do Senhor.  
Isso porque, o Batismo do Céu ou de Cristo, ou o Batismo com  Espírito Santo, é inerente a Jesus Cristo, e somente Jesus pode praticá-lo e isso está claro em Marcos 1.8.

"Eu, em verdade, tenho-vos batizado com água; ele, porém, vos batizará com o Espírito Santo"


Logo, respondendo a pergunta do Senhor?

O batismo de João era dos homens


Deus abençoe a todos

8 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Passei e encontrei o seu blog, estive a ver e ler algumas coisas, não li muito, porque espero voltar mais algumas vezes, mas deu para ver a sua dedicação e sempre a prendemos ao ler blogs como o seu.
Se me der a honra de visitar e ler algumas coisas no Peregrino e servo ficarei radiante, se desejar fazer parte de meus amigos virtuais, esteja à vontade, irei retribuir.
Mas por favor não se sinta coagido, siga apenas se desejar. Abraço.
António.
http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

Joaquim José Tinoco de Oliveira disse...

Olá irmão,

a Paz do Senhor

Agradeço por seu comentário. Já estou seguindo seu blog

fique com Deus

Joaquim José Tinoco de Oliveira disse...

Olá irmão,

a Paz do Senhor

Agradeço por seu comentário. Já estou seguindo seu blog

fique com Deus

Anônimo disse...

Acredito que o batismo de João era do ceu porque gerava arrependimento,e arrependimento é uma obra de Deus,esta no coração do Senhor que as pessoas se convertam a Ele e isso somente atraves do arrependimento!

Joaquim José Tinoco de Oliveira disse...

Prezado "ANÔNIMO" , Nenhum batismo gera arrependimento. É o arrependimento que gera o batismo.

Isaias Maximiano da Silva Maximiano disse...

Acredito que o Batismo de João, seja um batismo apenas para confirmar á quem quer que seja,uma coisa que ja aconteceu no íntimo, ou seja, o arrependimento. Hoje Jesus Cristo nos batiza com seu Espírito quando ouvimos a palavra de Deus mas da mesma forma é preciso um arrepender antes.

Joaquim José Tinoco de Oliveira disse...

Esse entendimento está correto irmão Isaías, mas nem sempre o Batismo de João ou o Batismo feito pelos homens ou o Batismo nas águas, acontece quando ocorre o arrependimento.

Muitas e muitas vezes esse tipo de Batismo é feito sem que ocorra o verdadeiro arrependimento. É comum vê-lo sendo praticado, em pessoas que oferecem uma decisão com base em emoções ou em interesse pessoal, alheios aos interesses sagrados.

O Batismo dos céus é o Batismo efetuado por Jesus com o Espirito Santo, e aí está a grande diferença. JAMAIS OCORRERÁ SOBRE UMA DECISÃO FALSA, E QUANDO A PESSOA TOMA A DECISÃO QUE REFLETE UM VERDADEIRO ARREPENDIMENTO, ESSE BATISMO ACONTECE IMEDIATAMENTE, E AI ACONTECE O NOVO NASCIMENTO.


Luis Carlos Silva disse...

Concordo plenamente contigo irmão. O batismo em si não gera nem arrependimento nem salva alguém. .o batismo e para quer crer que já exerce a salvação pois já se arrependeu plenamente de seus pecados e os abandonou. Parabéns irmão pelo esclarecimento.