sexta-feira, 7 de setembro de 2012

O JARDIM DO ÉDEN É AQUI MESMO - 6ª PARTE



O JARDIM DO   ÉDEN   É   AQUI   MESMO


                               6ª. PARTE


AS SIMBOLOGIAS NO JARDIM DO ÉDEN



1- A árvore da vida é a própria Palavra de Deus e o Senhor Jesus Cristo

Cabe registrar inicialmente que a Palavra de Deus relaciona com freqüência, seres espirituais com as árvores, face as características peculiares que cercam tais formas de vida no universo material, especialmente a longevidade inerente a essas espécies do reino vegetal, assunto tratado com maior amplitude no livro “árvores que andam”, de minha autoria.
Seguindo esse raciocínio é importante notar a correlação existente entre a expressão: “árvore da vida” citada em Gênesis 2.9 , 3.22,24 e em Apocalipse 2.7 e 22 . 2,14,19:

“E o Senhor Deus fez brotar da terra toda qualidade de árvores agradáveis à vista e boas para comida, bem como a árvore da vida no meio do jardim,.....”. Gênesis 2.9

“,,,,,,. Ora, não suceda que estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente”.
“....... pôs ao oriente do jardim do Éden os querubins, e uma espada flamejante que se volvia por todos os lados, para guardar o caminho da árvore da vida” Gênesis 3.22,24

“Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no paraíso de Deus” – Apocalipse 2.7

“No meio da sua praça, e de ambos os lados do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a cura das nações”. Apocalipse 22.2

“Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro para que tenham direito à arvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas”. Apocalipse 22.14

“e se alguém tirar qualquer coisa das palavras do livro desta profecia, Deus lhe tirará a sua parte da árvore da vida, e da cidade santa, que estão descritas neste livro”.  Apocalipse 22.19

Note-se que a árvore da vida acima citada se refere a uma fonte de alimento espiritual, e não física, como pensa a maioria ou mesmo a totalidade dos irmãos e que está localizada no paraíso de Deus.
A relação com o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo e a Palavra de Deus se estampa em cada versículo e em expressões como: “Coma e viva eternamente”, “dar-lhe-ei de comer da árvore da vida”, etc.
Vejamos, por último, algumas informações do próprio Senhor Jesus, que O identifica com a árvore da vida, lembrando que o Filho de Deus é a própria palavra do Todo Poderoso que, por sua vez, é o alimento espiritual que nos leva à vida eterna:

“1 Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o viticultor”.
João 15.1

“Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer deste pão, viverá para sempre; e o pão que eu darei pela vida do mundo é a minha carne”.
“Disputavam, pois, os judeus entre si, dizendo: Como pode este dar-nos a sua carne a comer”?
“Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: Se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos”.
“Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia”. João 5.51-54


2 - A árvore da ciência do bem e do mal é o próprio satanás


Como já temos observado, a Palavra de Deus utiliza as árvores para representar fisicamente o espírito, inclusive aqueles que dominam o reino das trevas.

“Estes são os escolhidos em vossos ágapes, quando se banqueteiam convosco, pastores que se apascentam a si mesmos sem temor; são nuvens sem água, levadas pelos ventos; são árvores sem folhas nem fruto, duas vezes mortas, desarraigadas”; Judas 1.12

“Assim saberão todas as árvores do campo que eu, o Senhor, abati a árvore alta, elevei a árvore baixa, sequei a árvore verde, e fiz reverdecer a árvore seca; eu, e Senhor, o disse, e o farei”.
Ezequiel 17.24        

“E dize ao bosque do sul: Ouve a palavra do Senhor: Assim diz o Senhor Deus: Eis que acenderei em ti um fogo que em ti consumirá toda árvore verde e toda árvore seca; não se apagará a chama flamejante, antes com ela se queimarão todos os rostos, desde o sul até o norte” Ezequiel 20.47

No tema em destaque, satanás é chamado de árvore da ciência do bem e do mal. No livro de Gênesis e em Ezequiel 31, a Palavra de Deus faz uma nítida associação. Vejamos alguns versículos:

“E o Senhor Deus fez brotar da terra toda qualidade de árvores agradáveis à vista e boas para comida, bem como a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal”. Gênesis 2.9

“Filho do homem, dize a Faraó, rei do Egito, e à sua multidão: A quem és semelhante na tua grandeza?”

“As águas nutriram-no, o abismo fê-lo crescer; as suas correntes corriam em torno da sua plantação; assim ele enviava os seus regatos a todas as árvores do campo”.

“Por isso se elevou a sua estatura sobre todas as árvores do campo, e se multiplicaram os seus ramos, e se alongaram as suas varas, por causa das muitas águas nas suas raízes”.

“Os cedros no jardim de Deus não o podiam esconder; as faias não igualavam os seus ramos, e os plátanos não eram como as suas varas; nenhuma árvore no jardim de Deus se assemelhava a ele na sua formosura”.

“Formoso o fiz pela abundância dos seus ramos; de modo que tiveram inveja dele todas as árvores do Éden que havia no jardim de Deus”.

A quem, pois, és semelhante em glória e em grandeza entre as árvores do Éden? Todavia serás precipitado juntamente com as árvores do Éden às partes inferiores da terra; no meio dos incircuncisos jazerás com os que foram mortos à espada: este é Faraó e toda a sua multidão, diz o Senhor Deus”. Ezequiel 31. 2,4,5, 8,9,18.

Note-se que onde está escrito no versículo 18, “este é faraó....”  leia-se: este é satanás.
Assim fica demonstrado que a árvore da ciência do bem e do mal citada no livro de Gênesis se refere a um espírito e não a uma planta física que produz frutos proibidos.



3 - O fruto envenenado é o próprio ato pecaminoso ou seja: A desobediência.


De fato, o fruto que Eva comeu e depois o deu a Adão nada tem a ver com um alimento físico ou o produto de uma árvore que tanto conhecemos no mundo material, como acredita a maioria ou a totalidade dos irmãos.
Como já informamos na revelação anterior, a árvore da ciência do bem e do mal é o próprio Satanás e os frutos dessa árvore são tudo aquilo que o Todo Poderoso abomina, por exemplo: a mentira, a prostituição, a desobediência, inimizades, porfias, contendas, homicídios.
O fruto que Adão e Eva comeram foi à desobediência e tirado na própria árvore da ciência do bem e do mal, que é Satanás, o qual, com sua astúcia, atraiu e enganou nossos primeiros pais.
O povo de Deus precisa entender essa grande verdade e aplicar corretamente esse ensinamento. O Evangelho não pode continuar sendo ridicularizado como acontece com freqüência quando pessoas ímpias, que não temem a Deus, usam esse trecho das Escrituras para desdenhar e depreciar o conteúdo divino repetindo em tom de ironia: “fulano comeu o fruto proibido”,  “sicrano ingeriu a maçã”, etc.


4 - O rio que saía do Jardim é a fonte de água viva, o poder e a palavra de Deus:

“E saía um rio do Éden para regar o jardim; e dali se dividia e se tornava em quatro braços”. Gênesis 2.10


Observe que na região onde supostamente teria sido instalado o Jardim, na antiga Babilônia, só existem dois rios de relativa expressão: o Tigre e o Eufrates, porém a esses, o relato bíblico não destina muita importância. Incoerências desse nível são bastante para que se jogue por terra o entendimento sustentado há séculos sobre a existência de um espaço definido em nosso planeta que se identifique pelo nome de “Jardim do Éden”.
O texto sagrado reserva todo destaque para o rio Pison como podemos ver:

“O nome do primeiro é Pisom: este é o que rodeia toda a terra de Havilá, onde há ouro”;
e o ouro dessa terra é bom: ali há o bdélio, e a pedra de berilo”. Gênesis 2.11,12

Um rio de onde procede tanta riqueza de fato não pode estar no mundo físico. Trata-se da fonte de poder que conduz a vida eterna: a Palavra de Deus ou o próprio Senhor Jesus Cristo. Vejamos em Apocalipse o mesmo rio citado em Gênesis:

“E mostrou-me o rio da água da vida, claro como cristal, que procedia do trono de Deus e do Cordeiro”. Apocalipse 22.1
“No meio da sua praça, e de ambos os lados do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a cura das nações”. Apocalipse 22.2

Note-se que aqui o rio que produz a água da vida e sacia a sede do espírito se completa com a árvore da vida que produz o alimento da vida e nutre o espírito faminto e ambos se unem para formar um corpo completo: O trono de Deus = A alma do Senhor; O Rio = O Espírito Santo; A árvore: é o Corpo, e todos juntos, Alma, Espírito e Corpo se fundem na Palavra de Deus ou no próprio Senhor Jesus Cristo.
Os doze frutos citados nos falam das doze tribos de Israel instituídas pela Palavra de Deus e depois os doze discípulos instituídos pelo Senhor Jesus Cristo, e as folhas da árvore nos mostra a importância da obediência aos mandamentos do Senhor e do temor ao seu nome, funcionando como um bálsamo de valor inestimável para todos que dele se utilizam. Vejamos o ensino sagrado:

Não sejas sábio aos teus próprios olhos, teme ao Senhor e aparta-te do mal;
Isto será remédio para o teu umbigo e medula para os teus ossos. Prov. 3.7,8

Filho meu atenta para as minhas palavras, às minhas razões, inclina o teu ouvido;
Não as deixe apartar-se dos teus olhos, guarda-as no meio do teu coração;
Porque são vida para os que as acham, e saúde para o seu corpo. Prov. 4.20,21,22

Observe ainda que o rio acima citado de Gênesis 2,10 e Apocalipse 22.1 e 2 é a mesma fonte de água viva que leva à vida eterna citada pelo próprio Senhor Jesus em João 4. Vejamos:

“Respondeu-lhe Jesus: Se tivesses conhecido o dom de Deus e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe terias pedido e ele te haveria dado água viva”.
“mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna” João 4.10,14

Vejamos a seguir outras referências sobre a mesma fonte de água viva citada em outros textos sagrados:

“Quem crê em mim, como diz a Escritura, do seu interior correrão rios de água viva”. João 7.38

“Águas profundas são as palavras da boca do homem; e a fonte da sabedoria é um ribeiro que corre”. Provérbios 18.4

“Portanto com alegria tirareis águas das fontes da salvação”.
Isaías 12.3

“Porque derramarei água sobre o sedento, e correntes sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre a tua descendência”; Isaías 44.3

Por fim, os quatro braços citados como divisão do rio nos falam do poder e da misericórdia de Deus, alcançando os quatro cantos da terra ou do Jardim do Éden. Na simbologia bíblica o número “4” simboliza tudo aquilo que é completo na terra.



5 -  Adão e Eva, expulsos do Jardim do Éden.

Na verdade nossos primeiros pais, foram expulsos da presença de Deus e não de um espaço físico.

De fato, Adão e Eva jamais foram expulsos do Jardim ou da terra. O lugar de onde nossos primeiros pais foram expulsos é à presença de Deus.
Ora, todos sabem que o Senhor é santo e não admite o pecado e esse mal separa ou expulsa o pecador da presença de Deus.

“O Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden para lavrar a terra, de que fora tomado”.
“E havendo lançado fora o homem, pôs ao oriente do jardim do Éden os querubins, e uma espada flamejante que se volvia por todos os lados, para guardar o caminho da árvore da vida”.  Gênesis 3.23,24

Observe ainda que os querubins são seres que têm, entre outras, a função de proteger a arca do Senhor, ou a presença do Todo Poderoso.
Não existe, pois, compatibilidade alguma entender que o homem foi expulso de um espaço físico. 
O relato bíblico na verdade está nos falando de um lugar puro, santo, de um território onde age todo o tempo, a presença, a vontade e a santidade de Deus.


... CONTINUA....









3 comentários:

Fruto do Espírito disse...

Com carinho para você!

SALMO 23

O SENHOR É MEU PASTOR,
Isto é relacionamento!

NADA ME FALTARÁ,
Isto é suprimento!

CAMINHAR ME FAZ EM VERDES PASTOS,
Isto é descanso!

GUIA-ME MANSAMENTE A ÁGUAS TRANQUILAS,
Isto é refrigério!

REFRIGERA A MINHA ALMA,
Isto é cura!

GUIA-ME PELAS VEREDAS DA JUSTIÇA,
Isto é direção!

POR AMOR DO SEU NOME,
Isto é propósito!

AINDA QUE EU ANDE PELO VALE DA SOMBRA DA MORTE,
Isto é provação!

EU NÃO TEMEREI MAL ALGUM,
Isto é proteção!

PORQUE TU ESTÁS COMIGO,
Isto é fidelidade!

A TUA VARA E O TEU CAJADO ME CONSOLAM,
Isto é disciplina!

PREPARAS UMA MESA PERANTE MIM NA PRESENÇA DOS MEUS INIMIGOS,
Isto é esperança!

UNGE A MINHA CABEÇA COM ÓLEO,
Isto é consagração!

E MEU CÁLICE TRANSBORDA,
Isto é abundância!

CERTAMENTE QUE A BONDADE E A MISERICÓRDIA ME SEGUIRÃO TODOS OS DIAS DE MINHA VIDA,
Isto é benção!

E EU HABITAREI NA CASA DO SENHOR,
Isto é segurança!

POR LONGOS DIAS,
Isto é eternidade!

Que o Senhor te abençoe e te guarde!

***Lucy***
http://frutodoespirito9.blogspot.com/

A propósito, caso ainda não esteja seguindo o meu, deixo aqui o meu convite.

Paz, saúde e felicidades a você e toda sua família é o meu desejo e oração.

Em Cristo,

***Lucy***

P.S. Visite também:
http://discipulodecristo7.blogspot.com/
Temas bíblicos e mensagens abençoadoras.

Joaquim José Tinoco de Oliveira disse...

Amada irmã,

Agradeço de coração, o maravilhoso salmo nº. 23. que de fato traduz o estado daquele que está de fato firme na rocha.

Deus te abençoe ricamente e tb ao seu ministério.

vou visitar e seguir seu blog

um forte abraço

Hellen disse...

Oie passando pra retribuir a visita e dizer que já estou seguindo seu blog...
http://semeadoresdapalavradecristo.blogspot.com.br/
Se puder segue o meu ^^