quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

O VERDADEIRO FRUTO PROIBIDO

Uma batalha terrível e sem tréguas, travada num território bem conhecido, me chama a atenção.

Uma luta incessante que não acaba hoje ou amanhã, não dura apenas um ou dois meses nem vinte ou trinta anos somente.

Uma batalha cruel onde poucos sairão vencedores cuja vitória, se pode com certeza comemorar, embora, no menor descuido, o vitorioso esteja sujeito a ser surpreendido no próprio ato de comemoração, pois a luta ainda não terminou e os inimigos, vencidos, derrotados e subjugados, ainda não foram presos e nem destruídos, e podem transformar em tristeza a alegria de um campeão afoito.

Essa demanda iniciou no passado, quando dois irmãos até por certo tempo conviveram harmoniosamente no mesmo ambiente de forma tão intensa que pareciam ser um só individuo, mas, num belo dia a paz e a alegria que reinava entre ambos, tiveram um lamentável fim, e desde então eles se transformaram em mortais inimigos.

Tudo começou quando o irmão mais velho descobriu de repente que viveria muito pouco tempo e que o mais novo nunca morreria.

Rapidamente o sentimento de inveja tomou conta do primogênito e desde então esse irmão buscava ocasião para impedir a vida eterna do caçula, e essa oportunidade tão garimpada e buscada a todo custo, estava prestes a acontecer.

O macabro projeto idealizado contava com o insistente incentivo de vozes estranhas e ocultas vindas das trevas mais espessas, e consistia em trair e atrair a atenção do inocente com adereços encantadores no endereço do perigo real.

Num belo dia uma miragem apareceu no espaço, um desconhecido horizonte se instalou no universo dos dois irmãos, futuros terríveis adversários.

Uma bela paisagem surgiu de repente, um lindo cenário aguçou a admiração no irmão mais novo, mas, uma voz amiga, companheira e até então inseparável, avisou preocupada e com aflição: não vá, não se deixe enganar, Eu tenho algo melhor para ti.

Mas o caçula ainda inocente procurava insistentemente saber o que de tão diferente estava acontecendo.

O desejo cada vez mais forte de obter aquela “coisa” o impulsionava de uma forma violenta. Um pouco cauteloso, perguntou aos amigos e vizinhos e todos foram unânimes em afirmar: Já experimentamos e podemos dizer que é de excelente paladar!

O olhar atento e curioso registrava os fatos e os acontecimentos em torno de si mesmo. Nas esquinas, o inocente viu o mesmo objeto ser utilizado da forma mais corriqueira. Nas ruas, nas escolas, no parque ou no campo, lá estava aquele curioso manjar sendo digerido por todos.

Em que pese a intensa curiosidade e o ardente desejo de experimentar a mesma ilusão o irmão caçula ainda inocente e cauteloso, resolveu ir perguntar aos próprios pais: O que era aquilo que todos exibiam, usavam e saboreavam com tanta naturalidade? Foi então que ouvira dos próprios genitores a surpreendente notícia e o triste conselho: Nós também já experimentamos, faça o mesmo.

Tantas vozes contrárias indicando uma só direção fizeram sucumbir a voz amiga e companheira de sempre que ainda uma vez mais tentou impedir o ato imprudente, mas o irmão inocente não suportou o assédio e se deixou levar pelo torpe conselho.

Desde então algo de novo aconteceu. A guerra se instalou de vez naquele território tão nobre. Criou-se uma terrível barreira e a voz amiga e companheira de sempre não se podia mais ouvir.

O ato traiçoeiro do irmão mais velho provocou a derrota e a morte provisória do outro e esse, agora, somente conseguiria emergir da desvantajosa posição se conseguisse fazer sucumbir o irmão primogênito.

Eu me lembro muito bem dessa página terrível na minha própria vida. Vi na copa das árvores um objeto bem luminoso. No verde exuberante dos campos, no azul inconfundível das águas do mar e no horizonte distante e ao mesmo tempo tão perto, pude detectar a presença da mesma ilusão.

A fascinação pelo desconhecido, o desejo incontrolável de experimentar o encantamento no reverso da verdade quase me fazia sucumbir e então detectei a mesma voz companheira avisando: Não faça tal coisa, seja prudente.

Foi exatamente isso que aconteceu, naquele dia tão triste.

A carne, sustentada e estimulada por muitas vozes conseguiu sua primeira vitória ao iludir e levar à morte provisória o espírito o qual se sucumbiu por não dar ouvidos a voz amiga e companheira que até então esteve com ele.

Desde então essa situação de guerra constante se instalou naquela terra que nada mais é do que o próprio ser humano em toda a sua essência.

O espírito quer voltar a vida, mas para isso precisa provocar a morte da carne, fazendo sucumbir todos os seus interesses, e essa por sua vez quer a todo custo impedir o êxito do espírito.

A voz amiga e companheira que sempre esteve com o espírito inocente, é a voz do Criador de todas as coisas, e a ilusão tão desejada nada mais é do que a própria desobediência, EIS AÍ O VERDADEIRO FRUTO PROIBIDO – A DESOBEDIÊNCIA, e nada tem a ver com uma fruta dessa ou daquela, espécies existentes em nossos pomares criadas para nos alimentar fisicamente.

O Criador, vendo a terrível situação onde fora atirada a sua criatura, e a impossibilidade que tinha de, por si só, se salvar daquelas trevas profundas, providenciou uma âncora para resgatá-la do ambiente insuportável: Enviou seu próprio Filho para realizar a importante missão.

Somente dessa forma, o espírito poderá voltar a viver: se ouvir as orientações do Seu Criador e aceitar o sacrifício de Seu filho amado, feito na cruz do calvário.

Obediência aos ensinamentos proferidos pelo Filho do Criador e a aceitação absoluta de sua obra redentora, eis o único meio para que o espírito ressuscite de entre os mortos e supere de vez seu inimigo mortal que nada mais é do que a carne assessorada por vozes estranhas ou Satanás e seus demônios.

Eis a realidade da qual nenhum ser humano pode fugir.

14 comentários:

Tamyres - JESUS ESTÁ VOLTANDO disse...

A PAZ DO SENHOR ! Na Palavra do Senhor nos diz que o Espírito está sempre pronto, mas a carne é fraca. É uma luta constante entre o Espírito e a carne.O mundo oferece coisas com muita facilidade e a maioria são jovens que não tem o conhecimento da Palavra e logo cai em tentações. Mas os que confiam no Senhor jamais serão confundidos ou envergonhados, jamais serão enganados, pois quem tem uma vida fiél na presença de Cristo sabe que maior é o que está em nós do que o que está no mundo.

Joaquim José Tinoco de Oliveira disse...

Amém irmã,

Agradeço seu comentário e por estar seguindo meu blog e informo que tb estou seguindo o seu.

Deus abençoe

Um forte abraço

Wilma Rejane disse...

Irmão Joaquim Tinoco,

Li seu artigo e quero parabeniza-lo pelo conteúdo do blog.

Deus o abençoe e o anime a prosseguir nesse ânimo de falar do amor de Cristo Jesus nos seus escritos.

Com carinho.

Joaquim José Tinoco de Oliveira disse...

Irmã Wilma,

Agradeço pelo comentário e pela visita.

Deus a abençoe

um forte abraço

Luana disse...

Como Diz Nosso manual , I Samuel 15:22 Obedecer é melhor do que Sacrificar.

Então ai esta a verdadeira arma , contra o verdadeiro fruto proibido ...

Graça e Paz

Joaquim José Tinoco de Oliveira disse...

amem irmã,

as pessoas ainda não entenderam que o q Deus quer é obediência e não ficar brincando de "crente", por aí, como vc enfatiza bem.

Grato pela visita e pelo comentário.

Deus abençoe ricametne a vc aos seus e ao seu ministério.

um forte abraço.

CÉLIA GOULART disse...

graça e paz irmão.
passei aqui para deixar a voce muita alegria que somente o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo pode nos da e sei que neste momento ele esta ouvindo as minhas preces e enviando sobre voce chuva de benção.
continue divulgando a palavra , tenho certeza que Jesus esta muito feliz com voce.
voce esta de parabéns irmão.
Deus te abençõe e te guarde.

Joaquim José Tinoco de Oliveira disse...

Amém irmã,

Agradeço efusivamente suas palavras, dizendo que essa alegria vinda do Senhor, é o nosso combustível, sem o qual não conseguiriamos romper nessa jornada tão dura em face de tantas investidas do inimigo comum, que não se conforma com a vergonhosa derrota a ele imposta por nosso Senhor.

É uma honra ter vc por aqui seguindo meu blog.

Que as bênçãos do Criador estejam sobre a sua vida,seus familiares e sobre todo o seu ministério.

Um forte abraço

♥ Ritta de Cássia ♥ disse...

A PAZ DO SENHOR IRMÃO,É UMA BENÇÃO PODER SEGUIR UM BLOG TÃO EDIFICANTE.
GOSTEI MUITO!SEI QUE AKI EU VOU PODER
APRENDER SOBRE MAIS OS ENSINAMENTOS DA PALAVRA DE DEUS.QUE O SENHOR TE ABENÇOE.FICA NA PAZ...

Joaquim José Tinoco de Oliveira disse...

Irmã Rita,

Agradeço o comentário e atenção e por estar seguindo meu blog.

Vi que já faz algum tempo que sigo seu blog que também é maravilhoso.

Que o Sr. possa abençoá-la ricamente a vc, aos seus familiares e ao seu ministério

Fk com Deus.

Um forte abraço

Bernadete Hybiak disse...

Paz Joaquim.
A obediência é o segredo de TUDO.

Joaquim José Tinoco de Oliveira disse...

Olá irmã,

Agradeço pelo comentário.

fk com Deus

Um forte abraço

Vivendo pela Palavra de Deus!!! disse...

Satanás tem enganado por muito tempo a humanidade que não conhece a Deus e a sua palavra, dizendo que o fruto era a maçã e muito tem engolido essa mentira, mas como o irmão trouxe a luz da palavra e mostrou o verdadeiro fruto proibido. Uma bela noite irmão Joaquim.

Joaquim José Tinoco de Oliveira disse...

Amém irmã,

Agradecendo o comentário, vale dizer que, além desta, infelizmente existem muitas outras mentiras de satanás cravadas no coração da Igreja, e precisams deuniciá-las e alertar ao povo de Deus desmascarando esse rasteiro inimigo.

Deus te abençoe

um forte abraço